Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Manual do Sistema

Instalação e controle de carteiras

O IRPFbolsa pode ser instalado após o download em http://irpfbolsa.com.br/download.html.

Além disso, você pode também pode usar o IRPFbolsa sem precisar instalar. É só baixar a versão para pendrive, copiar e executar o arquivo IRPFbolsa.exe onde você desejar.

Você pode levar este arquivo consigo até mesmo num pendrive e executá-lo de qualquer lugar.

Abrindo ou criando uma carteira.

O IRPFbolsa salva as carteiras gerenciadas num arquivo do tipo "ir", ou seja, um arquivo de extensão ".ir" no final do nome.

Por padrão, o nome do arquivo é NovaCarteira.IR e fica na mesma pasta onde está o IRPFbolsa.exe, mas você pode salvá-lo em qualquer pasta, até mesmo no seu pendrive, assim como pode modificar o seu nome, sempre mantendo a extensão .IR no final do nome.

Este arquivo contém todos os dados de investimento do usuário.

Você pode levar este arquivo a qualquer lugar que contenha o IRPFbolsa.exe e abri-lo para ter acesso a todas as suas informações.

Atenção: cada licença de uso possui o seu código de ativação associado. Esta licença e respectivo código de ativação fica dentro do arquivo de carteira (.ir).

Se você pretende gerenciar mais de um CPF então deve comprar uma licença de uso para cada um, já que, cada CPF é vinculado a uma licença de uso da sua carteira. Nesse caso, sugere-se que se use nomes distintos para o arquivo de carteira de cada usuário. Por exemplo: usuario1.IR, usuario2.IR.

Importante: guarde sempre com cuidado a sua carteira (NovaCarteira.IR), pois dentro dela estão os seus dados sensíveis. Observe pasta onde salvou a carteira e mantenha um backup do arquivo NovaCarteira.IR.

Para criar uma nova carteira, clique no menu "gerenciar carteiras" e em seguida na opção "criar nova carteira", conforme exibido abaixo:

Criando uma nova carteira

A figura abaixo ilustra a criação ou abertura de arquivos de carteiras.

Processo básico de criação de nova carteira ou abertura de carteira já existente.

Criar ou abrir carteira

Usando o IRPF em qualquer computador

Para usar o IRPFbolsa em qualquer computador você precisará apenas de 2 arquivos:

- IRPFbolsa.exe

- Sua carteira (arquivo ir. Exemplo: minha-carteira.ir)

Aí é só executar o arquivo IRPFbolsa.exe e abrir a sua carteira.

Registrando uma licença de uso

Você deve adquirir uma licença de uso para uso de uma carteira de investimentos no IRPFbolsa e receber um código de ativação da sua carteira. Clique aqui para comprar uma licença de uso.

A licença não limita os anos de apuração de ganhos e impostos, mas apenas o período em que o sistema poderá ser utilizado. Portanto, você pode usar o IRPFbolsa para apuração de anos anteriores.

Para registrar a sua licença siga os passos:

Clique no link "USANDO VERSÃO DE AVALIAÇÃO - clique para registrar" indicado abaixo:

Tela Principal: local de registro

Em seguida preencha o campo "código de ativação" indicado conforme exibido abaixo.

Tela de registro - Preenchendo o código de ativação.

Tela principal

Renovando uma licença

1. Compre normalmente uma nova licença de uso em http://irpfbolsa.com.br/comprar.html e então você obterá um novo codigo de ativação.

2. De posse do novo código de ativação, abra a sua carteira de dados atual (que possui a licença anterior vencida) e dentro dela, clique no link no canto superior direito da tela e você entrará na tela de registro.

Tela Principal: link de renovação

3. Nessa tela, clique no link "renovar licença" e preencha o campo "Código de ativação" com o novo código recebido.

Tela de registro - Renovando a licença da carteira.

Tela Registro: link de renovação

Operação do sistema

Tela principal do IRPFbolsa

Tela principal

Importação de notas de corretagem

Obtendo suas notas de corretagem

As notas de corretagem são documentos em PDF que demonstram todas as operações em bolsa realizadas por um investidor. Estes documentos são mantidos pelas corretoras e você deve solicitá-los para fazer esta importação. Está é a maneira mais prática e segura de importar os seus dados sem ter que digitar nada.

Recomendamos o uso do programa Adobe Acrobat Reader® para ler suas notas de corretagem, pois é com ele que validamos o sistema.

Obs: este processo pode demorar um pouco caso existam muitas páginas a serem copiadas. Aguarde o final da barra de progresso do Acrobat Reader

Escolhendo o tipo de rateio da corretagem:

Rateio por operação: aplica-se à corretagem fixa. Ou seja, se a sua corretora cobra um valor fixo por operação, escolha esta opção. Assim, a corretagem total da nota será dividida igualmente entre todas as operações constantes nela.

Rateio proporcional: aplica-se à corretagem variável. Ou seja, se a sua corretora cobra de acordo com o valor operado, escolha esta opção. Assim, a corretagem total da nota será dividida proporcionalmente (de acordo com o valor de cada operação) entre as operações constantes na mesma nota.

Barra de progresso

ATENÇÃO: você precisa marcar a opção habilitar rolagem no Adobe Reader.

Faça isso no menu visualizar / exibição da pagina / habilitar rolagem.

Marque a opção habilitar rolagem no Adobe Reader

IMPORTANTE: apenas as notas de corretagem de uma determinada corretora devem ser importadas de cada vez. Você não deve juntar no mesmo pdf notas de corretagem de corretoras distintas.

Tela de importação de notas de corretagem.

Tela tela importar notas de corretagem

Importação do CEI - Canal Eletrônico do Investidor

Esta é mais uma maneira muito simples de importar suas ordens. Através do CEI (Canal Eletrônico do Investidor), disponível na página da CBLC na internet. Você não precisará digitar nada ganhando tempo e evitando erros na entrada dos dados.

O CEI é uma ferramenta disponibilizada pela CBLC (Companinhia Brasileira de Liquidação e Custódia) e todos os investidores da bolsa possuem um login e senha para acesso no sistema.

Caso você não saiba o seu login e senha, acesse a página do CEI na internet - www.cblc.com.br - e solicite seus dados.

De posse dos dados, selecione exatamente as linhas com as suas ordens. Não seleciona nada além disso. Então, pressione CTRL+C e em seguida proceda à importação na tela de importaçaõ do CEI no IRPFbolsa.

Tela do CEI-CBLC

Inserindo suas ordens executadas manualmente uma a uma

Todos os cálculos são realizados a partir das ordens de compra e venda dos ativos. Basicamente, você só precisará alimentar a aplicação com as suas ORDENS EXECUTADAS. Todo o restante sera feito automaticamente.

Você deve escolher uma corretora cadastrada no sistema.

Para o mercado fracionário não informe o "F" no final do código do papel. Para efeitos de apuração de resultados isto não se aplica pois o ativo é sempre o mesmo( mercado fracionário ou não).

Tela inserir/alterar ordem

Caso deseje você pode ajustar manualmente os valores das taxas preenchendo a aba "Totais da nota...".

O rateio por operação é usado quando a corretora cobra por operação. Já o rateio proporcional divide a corretagem proporcionalmente ao valor total de cada ordem da nota de corretagem.

Tela preencher totais da nota de corretagem

Informando a situação antes do início do uso do IRPFbolsa

Tela situação antes do uso do sistema.

Cadastro da carteira inicial antes do uso do sistema

tela-carteira-antes-uso-sistema.

Se você possuir uma carteira (posição comprada) antes de iniciar o uso do IRPFbolsa então deverá informar o sistema desses dados.

Abra o menu "Mais, Situação antes do uso do sistema, Carteira antes do uso do sistema". Então cadastre os seus ativos e os respectivos preços-médios de compra.

Obs: os preços médios são calculados pela média ponderada das compras efetuadas.

Cadastro de eventuais prejuízos antes do uso do sistema

tela-prejuizos-antes-uso-sistema.

Da mesma forma, se você já operava na bolsa de valores antes de iniciar o uso do IRPFbolsa, você deve informar os prejuízos acumulados caso existam.

Abra o menu "Mais, Situação antes do uso do sistema, Prejuízos anteriores ao uso do aplicativo".

Você tem que cadastrar simplesmente o seu prejuízo anterior à data da primeira nota de corretagem que você comecar a cadastrar no sistema.

Por exemplo, se em 2015 voce deve um prejuízo acumulado e não compensado de R$ 1 mil e não cadastrou suas notas de 2015 no sistema, nesse caso, você deve cadastrar nos prejuízos anteriores ao uso do sistema o valor de R$ 1 mil.

Por outro lado, se você usar o sistema com suas notas desde o início da sua primeira operação na bolsa de valores, então não precisará cadastrar nenhum prejuízo, pois o sistema conhecerá todo o seu histórico de operação na bolsa e faria todos os cálculos.

Obs: você não precisa usar um valor negativo no preenchimento dos dados. O sistema já sabe que este valor será debitado e compensando na apuração de ganhos. Por exemplo: se você teve um prejuízo de R$1000,00 cadastre "1000,00" e não "-1000,00".

Informações de dividendos e juros sobre capital próprio recebidos

Estas informações podem ser preenchidas facilmente nas telas indicadas no menu "mais" da aplicação. O seu uso é bastante intuitivo e auto-explicativo.

Informando subscrições de ações

Na subscrição de ações sem custo, o usuário não recebe nota de corretagem de compra dos papeis subscritos.

Assim, ele receberá apenas a nota de corretagem de venda dos respectivos ativos quando os vender.

Portanto, é necessário informar a subscrição das suas ações antes da venda delas, caso contrário o sistema entenderá que você vendeu ativos sem antes comprá-los.

Proceda da seguinte forma:

1. No menu principal, clique na opção "Nova ordem" e cadastre uma nova operação de COMPRA com o código do papel relativo à subscrição.

2. Escolha um número qualquer para a nota de corretagem. ATENÇÃO: este número deverá ser único e nunca se repetir no sistema. Sugestão: use a data, mes e dia da subscricao.

Por exemplo, se a subscrição ocorreu em 15/2/18 cadastre como número da nota de corretagem: 20180215. Isso trará segurança contra eventual repetição do número no futuro.

3. Preencha a quantidade recebida na subscrição e informe o preço 0,00 (zero). É isso mesmo, é como se você tivesse comprado os ativos sem custo, a preço zero.

Pronto. A sua subscrição estará informada e uma eventual apuração de ganho será realizada quando da venda desses ativos.

Processo de subscrição de ações.

Processo de subscrição de ações.

Desdobramento, agrupamentos e cisões de ativos

Caso tenham ocorrido splits ou agrupamentos de ações durante o período que você permaneceu com elas em carteira, você deve cadastrar essas informações no menu "mais.../Desdobramentos (splits) e agrupamentos."

Tela menu mais desdobramentos e agrupamentos.

NOTAS:

Instruções para obter o máximo do IRPFbolsa:

Recuperação / Reativação do código de ativação da carteira.

Se por algum motivo você perder a sua carteira na qual está a sua ativação de uso, você pode recuperar o seu código de ativação a qualquer momento.

Para tal, clique no link "Recuperar código de ativação" exibido na tela inicial do IRPFbolsa e siga as instruções.

Recuperar código de ativação

Falsos positivos em antivírus.

Infelizmente alguns antivírus, em especial o Windows Defender, têm relatado mensagem de vírus ou trojam no IRPFbolsa.

Acontece que NÃO HÁ qualquer vírus no sistema. Ele está em operação há quase uma década, com milhares de usuários. É totalmente seguro e não trafega dados particulares dos investidores pela Internet.

Os acessos à Internet realizados pelo sistema são exclusivamente para buscar informações sobre nomes dos ativos, cotação on-line deles e para carregar configurações de importação das notas. Isso é feito de modo automático sem por em risco a privacidade dos usuários.

Há várias reclamações na internet de sistemas idôneos como o IRPFbolsa contra atitudes irresponsáveis de antivírus que acabam prejudicando sistemas úteis e legítimos como o IRPFbolsa.

Estes produtos classificam alguns sistemas indiscriminadamente, sem maiores critérios, como ameaças.

Este fenômeno é conhecido como FALSO POSITIVO. Ou seja, o antivirus, erradamente, classifica o sistema como vírus quando na verdade NÃO É.

O IRPFbolsa não tem NADA de errado.

Você pode se certificar disso submetendo o IRPFbolsa.exe a sites confiavéis de pesquisa de vírus e verificar que ele é 100% livre de infecções.

Inclusive, uma das vantagens do IRPFbolsa, diferente de sistemas on-line (que funcionam na internet), é que os dados dos usuários são criptografados e guardados com ele mesmo, dentro do seu arquivo de carteira, localmente.

Caso seu antivírus apresente um falso positivo para o IRPFbolsa, libere o arquivo IRPFbolsa.exe no seu antivírus, informando que deseja prosseguir e que o aplicativo é seguro e de uma fonte confiável.

Finalmente, chama atenção a imprecisão e incoerência da Microsoft em classificar o IRPFbolsa dessa maneira, uma vez, sempre submetemos o aplicativo à analise on-line do "Windows Defender Security Intelligence". O resultado é sempre que o IRPFbolsa está 100% livre de vírus.

Incoerência do Windows Defender - Falso Positivo

Relatório Windows Defender

RESUMO: APURAÇÃO EM TRÊS PASSOS.

1. Comece importando suas ordens.
Obtenha suas notas de corretagem e importe tudo.

2. Certifique-se de cadastrar os desdobramentos e agrupamentos de ações.
(Somente se existiram essas operações durante o período da sua negociação.)
Menu mais.../Desdobramentos (splits) e agrupamentos

3. Certifique-se de cadastrar a sua carteira e/ou prejuízos antes do início do uso do sistema.
(Se você tinha uma carteira de papeis advinda de operações que não estão cadastradas no IRPFbolsa)
Menu mais../situação anterior ao uso do sistema.

PRONTO! O IRPFbolsa fará todo o resto.

Portanto, para que os cálculos fiquem corretos você tem duas opções:

1. Alimentar o sistema com todas as operações do cliente na bolsa desde a primeira vez que ele operou;

2. Alimentar o sistema com operações relativas a um período qualquer e a situação inicial antes de usar o sistema, que são os ganhos e ou perdas do cliente (ou a carteira de ativos) antes dessas operações. Isto é feito no menu gerenciar carteira / mais / situação anterior ao uso do sistema.

A figura abaixo resume o processo acima descrito.

Processo básico de operação do IRPFbolsa - Apuração de ganhos em três passos

Apuração em 3 passos.
IRPFBolsa © todos os direitos reservados